tags e a organização de mp3

Se você é daquelas pessoas que mantém sua vasta coleção de músicas organizada por pastas e toda vez que vai montar uma playlist passa por umas 4 janelas e abre e fecha outras 15 pastas…. saia do século XX !!!
Quando ainda se baixava uma música a cada 40 minutos e o player mais avançado era o winamp 1.0 alfa essa até poderia ser uma boa idéia, deixar suas músicas em uma pasta divididas por artistas com arquivos de nomes imensos dentro. Mas com a evolução e o barateamento da banda larga (mesmo para os que não a tem em casa) temos todos uma vasta coleção de músicas em nosso HD, assim esse plano vêm se tornando cada vez mais ineficiente.
As tags foram inventadas justamente para ajudar nesta organização, além de diminuir os nomes dos arquivos, mantendo toda a informação relevante (como artista, álbum, música, ano, gênero, letra, comentários etc) dentro do arquivo, e não no nome dele. Junto com as tags vêm outra inovação, os players com a função biblioteca, ou library. Nesta categoria, se enquadram:
No Linux:
Amarok
Listen
No Macintosh
iTunes
Audion
(o Amarok, nativo para KDE também tem uma versão para mac)
No windows
Windows Media Player
Winamp
Continua…

Com este tipo de programa e as tags as músicas ficam muito melhor organizadas, não dependendo aonde elas estão no disco dês de que tenham as tags bem arrumadas o programa agrupará elas pelos atributos das tags (artista, álbum ou gênero são os mais comuns e úteis), além disso alguns programas (como o iTunes) pode organizar esses arquivos em pastas para você, fazendo uma árvore de arquivos que faz inveja a qualquer maníaco por organização.

Uma boa dica para organizar bem sua coleção de músicas, além do óbvio, de ter o artista, o nome e o álbum certos, é criar uma classificação para o gênero, que ajuda muito para criar playlists posteriormente. A idéia não é pegar o gênero que o wikipédia, ou a crítica musical utiliza, mas sim algumas classificações que dividam claramente sua coleção e descrevam bem as bandas que estão dentro, para quando as listas de música forem criadas, elas reflitam bem o propósito delas. Algumas dicas são: chill out (músicas mais calmas, para começar uma festa), rocking (músicas mais animadas para tocar quando a festa estiver boa). Para pessoas com gosto muito específico (meu caso) onde todas as músicas são variantes de rock, ao invés de seguir as estranhas classificações da crítica músical e acabar com 40 gêneros que não descrevem nada, resolvi criar uma classificação muito mais ilustrativa; em rock clássico, coloquei tudo que meu pai ou meu tio já ouviram um dia; como shoegazers , coloquei bandas que pensam que são tristes mas não são; indie rock, britpop e new-wave são outros exemplos.

Publicado em Dicas. Tags: , , . 1 Comment »

Uma resposta to “tags e a organização de mp3”

  1. Marcos Says:

    Só faltou você indicar um programa legal para editar as tags… Sugestão:

    MP3Tag: http://www.mp3tag.de/en/

    é gratuito, escreve tags em todo tipo de arquivo (mp3, flac, ape,…)

    ahn! Rock clássico é tudo o que seu tio já ouviu um dia, e ainda continua ouvindo.

    agora virei parâmetro para velharia. 1×0. Tudo bem…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: