Independência musical e downloads pagos combinam?

Estou assistindo agora o programa “Que Rock é esse?” do MultiShow (sim, a globo também pode parir coisas mas ou menos decentes) e o episódio em questão trata da nova geração do Rock independente no Brasil passando também pelo tema da independências musical. No programa são mostradas dês de bandas realmente independentes, até figurões da música popular brasileira (que eu uso aqui como sinônimo de pop nacional) que já experimentaram, ou ainda experimentam a independência músical, como Lulu Santos, Lobão e Rita Lee. Todos enfatizando como o mercado músical está mudando, que as gravadoras estão perdendo (e todos parecem gostar desse fato), que todo mundo baixa loucamente sem pagar nada nem respeitar nada (e que isso é o lado ruim dessa revolução) e todo aquele discurso que os artistas tiozões adoram fazer sem saber nada sobre o assunto pensando que são “in”.
Assistindo o programa e ouvindo tanta besteira com cara de Globo (“lá na Europa e nos Estados Unidos, onde as pessoas são civilizadas e acostumadas a pagar pelo que consomem o download pago já existe” – minha amnésia seletiva apagou para sempre o autor dessa afirmação imbecil) tive uma idéia que poderia dar muito certo aqui na terra da jabuticaba… Esses figurões da música poderiam fundar, ou ajudar a criar, uma loja virtual no Brasil, que ofereceria produções independentes e/ou as que tem apoio de um ou outro patrocinador mas não tem rabo preso com gravadora ou distribuidora e quer mostrar seu trabalho.
Continue lendo »

Anúncios

tags e a organização de mp3

Se você é daquelas pessoas que mantém sua vasta coleção de músicas organizada por pastas e toda vez que vai montar uma playlist passa por umas 4 janelas e abre e fecha outras 15 pastas…. saia do século XX !!!
Quando ainda se baixava uma música a cada 40 minutos e o player mais avançado era o winamp 1.0 alfa essa até poderia ser uma boa idéia, deixar suas músicas em uma pasta divididas por artistas com arquivos de nomes imensos dentro. Mas com a evolução e o barateamento da banda larga (mesmo para os que não a tem em casa) temos todos uma vasta coleção de músicas em nosso HD, assim esse plano vêm se tornando cada vez mais ineficiente.
As tags foram inventadas justamente para ajudar nesta organização, além de diminuir os nomes dos arquivos, mantendo toda a informação relevante (como artista, álbum, música, ano, gênero, letra, comentários etc) dentro do arquivo, e não no nome dele. Junto com as tags vêm outra inovação, os players com a função biblioteca, ou library. Nesta categoria, se enquadram:
No Linux:
Amarok
Listen
No Macintosh
iTunes
Audion
(o Amarok, nativo para KDE também tem uma versão para mac)
No windows
Windows Media Player
Winamp
Continua…
Continue lendo »

Publicado em Dicas. Tags: , , . 1 Comment »